SOROCABA / SP - quinta-feira, 23 de novembro de 2017

HIDROCEFALIA

Hidrocefalia

 

Introdução

  

A Hidrocefalia, também conhecida vulgarmente como "água na cabeça", é uma condição na qual há líquido cérebro-espinhal (líqüor) em excesso ao redor do cérebro e da medula espinhal. O líquido cérebro-espinhal atua como uma almofada para o cérebro e a medula espinhal, suprindo de nutrientes e eliminando escórias (produtos degradados).

 

A Hidrocefalia pode estar presente ao nascimento (congênita) ou pode desenvolver depois (adquirida).

  • A Hidrocefalia Congênita está presente ao nascimento, embora possa passar desapercebida por anos. Ela se forma quando o cérebro e as estruturas vizinhas se desenvolvem de forma anormal. A causa exata é normalmente desconhecida, mas pode incluir causas genéticas e certas infecções durante a gravidez.
  •  
  • A Hidrocefalia Adquirida resulta de traumas ou doenças que acontecem durante ou depois do nascimento, incluindo infecções no cérebro e na coluna vertebral (meningites), sangramento de vasos sanguíneos no cérebro, trauma de crânio, ou tumores e cistos cerebrais. A Hidrocefalia pode acontecer mesmo quando não há nenhum trauma ou doença conhecidos para causá-la.

 A Hidrocefalia pode ser classificada de acordo com sua causa:

  • A Hidrocefalia Obstrutiva (não-comunicante) é causada por um bloqueio no sistema dos ventrículos do cérebro. O bloqueio impede que o líquido cérebro-espinhal flua pelas áreas que cercam o cérebro e a medula espinhal (espaço subaracnóideo), como deve ocorrer regularmente. A obstrução pode estar presente ao nascimento ou pode acontecer depois. Um dos tipos mais comuns é a estenose do aqueduto, que acontece por causa de um estreitamento do aqueduto de Sylvius, um canal que conecta dois dos ventrículos cerebrais (cavidades dentro do cérebro).
  •  
  • A Hidrocefalia Não-obstrutiva (comunicante) é o resultado de problemas com a produção do líquido cérebro-espinhal ou de sua absorção. Um das causas mais comuns é o sangramento no espaço subaracnóideo. A Hidrocefalia Comunicante pode estar presente ao nascimento ou podem acontecer depois.
  •  

 Outro tipo de Hidrocefalia, a chamada Hidrocefalia de Pressão Normal é um tipo adquirido de hidrocefalia comunicante no qual os ventrículos estão aumentados, mas não estão sob alta pressão. A hidrocefalia de pressão normal é vista em adultos mais idosos. Pode ser o resultado de trauma ou doença, mas na maioria dos casos a causa é desconhecida.

 

Crianças prematuras, nascidas antes de 34 semanas, ou pesando menos que 2,5 Kg têm um risco alto dos vasos sanguíneos sangrarem no cérebro. A hemorragia grave pode conduzir à Hidrocefalia Adquirida, comunicante ou não, dependendo do local e da extensão da hemorragia.

 

 Quadro Clínico

Os sintomas mais comuns de Hidrocefalia variam, dependendo da idade de aparecimento.

Em crianças, os sintomas incluem:

  • Uma cabeça grande que cresce rapidamente
  • Uma dilatação macia e "inchada" em cima da cabeça (fontanela anterior dilatada)
  • Irritabilidade
  • Ataques epiléticos
  • Retardo no desenvolvimento físico e mental

Nas crianças mais velhas e em adultos, os sintomas incluem:

  • Dor de cabeça
  • Dificuldade para caminhar
  • Perda das habilidades físicas
  • Mudança de personalidade
  • Diminuição da capacidade mental

Em qualquer idade, os sintomas podem incluir:

  • Vômitos e
  • Letargia
  •  

Diagnóstico

 

A Hidrocefalia congênita pode ser diagnosticada durante um ultra-som pré-natal de rotina, mas freqüentemente é descoberta durante a infância ou enquanto bebê. O médico pode suspeitar de hidrocefalia antes de outros sintomas quando uma criança parece ter uma cabeça grande, que parece estar crescendo rapidamente. Se o osso do crânio (fontanela anterior) ainda está aberto, um ultra-som da cabeça pode determinar se o crânio está crescendo devido a Hidrocefalia. Se os resultados do ultra-som forem anormais, uma melhor avaliação é necessária.

O médico irá perguntar pela história clínica da pessoa e fará um exame físico e neurológico. Podem ser obtidas imagens detalhadas do cérebro com uma Tomografia Computadorizada (TC) ou um exame de Imagem de Ressonância Magnética (IRM). Se estas imagens revelam Hidrocefalia ou outros problemas, a criança ou o adulto normalmente são encaminhados a um neurocirurgião para avaliação adicional e tratamento.

 

 

Prevenção

 

Algumas das causas de Hidrocefalia podem ser prevenidas:

  • Para ajudar a evitar uma lesão grave da cabeça, use um capacete de proteção apropriado ao participar de uma prática esportiva de contato ou outras atividades, como esquiar, patinar, andar de skate ou bicicleta, com um risco de trauma de crânio.
  • Se você estiver grávida, consulte com seu ginecologista assim que você souber que engravidou e faça o pré-natal. Seu médico irá checar algumas possíveis infecções e problemas que possam acontecer durante a gravidez. Visitas regulares também reduzirão o risco de nascimento prematuro.

Tratamento

 

O tratamento da hidrocefalia depende de sua causa. Ocasionalmente, são usados medicamentos para reduzir a velocidade de produção do líquido cérebro-espinhal por um tempo. Porém, isto não tem êxito no tratamento a longo prazo. A maioria dos casos requer drenagem do líquido em excesso. Um tubo chamado “Derivação” é inserido em uma das cavidades do cérebro por um buraco no crânio. A derivação é inserida debaixo da pele da cabeça fazendo o percurso do cérebro até o abdome, levando o fluido cérebro-espinhal onde possa ser absorvido – Derivação Ventrículo-Peritonial. A derivação pode precisar ser substituída periodicamente quando a criança cresce ou se o paciente desenvolve uma infecção ou ainda se a derivação ficar obstruída.

 

Algumas pessoas podem ser tratadas de Hidrocefalia Obstrutiva com uma técnica chamada Ventriculostomia no qual um neurocirurgião faz uma incisão no local do bloqueio para permitir que o líquido cérebro-espinhal seja drenado. Os neurocirurgiões também estão experimentando um reparo cirúrgico de hidrocefalia congênita enquanto o feto ainda está dentro da mãe.

 

Qual Médico Procurar?

 

Procure um neurocirurgião se você ou seu filho desenvolverem sintomas de Hidrocefalia ou têm uma lesão grave de cabeça. Procure seu ginecologista imediatamente se você ficar grávida.

 

Prognóstico

A perspectiva depende da causa de Hidrocefalia e normalmente é melhor se o problema é diagnosticado e é tratado cedo. Se a hidrocefalia piora rapidamente ou dura muito tempo, pode causar lesão cerebral e até a morte.

Crianças com Hidrocefalia são mais prováveis de ter déficits de desenvolvimento.

Até mesmo depois de tratadas, a maioria das crianças com Hidrocefalia tem inteligência mais baixa, problemas de memória e problemas visuais, incluindo estrabismo (olhos desalinhados).

Crianças com Hidrocefalia também podem entrar na puberdade mais cedo que o normal.

Com tratamento apropriado, a sobrevida da maioria das crianças com hidrocefalia é boa e aproximadamente a metade delas tem inteligência normal