SOROCABA / SP - terça-feira, 26 de setembro de 2017

EPILEPSIA II O PACIENTE EPILÉPTICO E SUA FAMÍLIA

EPILEPSIA II O PACIENTE EPILÉPTICO E SUA FAMÍLIA

  

A epilepsia pode romper com o senso familiar de autonomia e competência.

 

Para que o equilíbrio familiar seja recuperado, evitando conflitos e favorecendo a união, é importante que seus membros consigam chegar a um consenso sobre o que é epilepsia e como lidar com ela.

O paciente e seus familiares podem beneficiar-se de grupos de apoio, por meio do contato com outras pessoas que convivem com a epilepsia e profissionais da área