SOROCABA / SP - terça-feira, 26 de setembro de 2017

EPILEPSIA LOBO TEMPORAL

Viabilidade Neuronal em Fatias Hipocampais de Pacientes com

 

Epilepsia do Lobo Temporal Mesial

 

É sabido que a atividade elétrica neuronal depende da integridade das células, bem como das redes neurais.

 

Portanto, neurônios/circuitos alterados podem gerar atividade/ descargas apenas até o limite de uma integridade estrutural mínima.

 

Na ELTM, a morte neuronal e a gliose contribuem para uma redução importante do volume hipocampal.

 

Hipocampos muito atróficos, portanto com maior comprometimento de sua integridade, apresentariam uma menor reserva funcional e uma menor capacidade de gerar atividade elétrica in vivo e in vitro.

 

 

CONCLUSÃO

 

Tomados em conjunto, os resultados sugerem que os fatores mais fortemente associados à viabilidade neuronal in vitro são o grau de atrofia hipocampal e a freqüências de crises até a cirurgia.

 

Hipocampos muito atróficos de pacientes com uma menor freqüência de crises tendem a apresentar um maior comprometimento da viabilidade neuronal.