SOROCABA / SP - quinta-feira, 23 de novembro de 2017

EPILEPSIA II ALTERAÇÕES CEREBRAIS

EPILEPSIA II ALTERAÇÕES CEREBRAIS

  

As células do cérebro trabalham juntas e se comunicam por meio de sinais elétricos.

 

Às vezes, há uma descarga elétrica anormal em um grupo de células nervosas e elas enviam sinais incorretos a outras células ou ao restante do corpo, iniciando os "ataques" ou crises.

 

Cada pessoa tem um limiar convulsivo que a faz mais ou menos resistente a excessivas descargas elétricas no cérebro; por isso, qualquer um pode ter uma crise sob determinadas circunstâncias.

 

Os tipos de crise epilépticas dependem da parte do cérebro onde começam essas descargas anormais.

Se as crises duram muito tempo, a epilepsia pode causar danos ao cérebro.

Porém, a maioria das crises não provoca dano algum.